Sinais de parto

Os equinos são animais classificados em sua natureza como pressas, portanto as éguas, em sua maior parte, tendem a parir na calada da noite. 70% parem entra 22h e 2h, a fim de evitarem qualquer ameaça de um possível predador, como seria na natureza. Caso a égua não seja muito mansa ou muito manuseada, é importante manter certa distância no momento do parto , para evitar o estresse do animal.

A gestação de uma égua é em média de 345 dias, podendo variar 15 dias a mais ou a menos. É importante ressaltar “em média”, pois nunca é possível prever a natureza e relatos de mais de 360 dias ou menos de 330 são comuns, porém, potros nascidos antes dos 300 dias são considerados prematuros.

IMG_3684

Sinais do parto

No momento do parto a égua apresenta sinais semelhantes ao de uma cólica, inquietação, deita e levanta , sudorese intensa, olha para o flanco; em seguida, ocorre o rompimento da “bolsa”, quando há uma grande expulsão de líquido pela via vaginal. O próximo passo, em média 15 a 20 minutos após, deve ser começar a exposição do membros anteriores e do focinho do potro envoltos por uma membrana. Então, na maior parte das vezes, a égua deve se deitar e em minutos o potro estará no chão.

Importante notar se os dois membros anteriores do potro estão aparecendo juntos e lado a lado, seguidos pelo focinho; caso nota-se que a posição do potro não está assim, pode-se tratar de um parto distócico, então quanto antes chamar um veterinário, mais chances o potro terá de sobreviver. Em hipótese alguma deve-se tracionar o potro com correntes ou cordas. Após a expulsão total do potro, deve ocorrer em até 2 horas  a expulsão da placenta, caso essa esteja pendurada, jamais deve-se tracioná-la, o que poderia causar uma hemorragia e graves problemas para a égua.  O que pode ser feito é amarrar um peso, como um tijolo, e formar um pêndulo. Caso a placenta não seja expulsa, deve–se comunicar um veterinário, pois trata-se de retenção da placenta, o que pode causar danos diversos à égua, como laminite.

IMG_3685

Bruna B. Zaharov Simon
Proprietária Haras WS e Médica Veterinária
CRMV-SP 32464