Irmãos Sarmento

O Papo com os Feras de hoje vem direto da Bahia! Às margens do lago de Pedra do Cavalo, a Fazenda São Francisco é hoje sede do Haras, que reúne família e amigos para celebrar a alegria própria à singela e autêntica vida no campo.

A Fazenda São Francisco é de propriedade dos irmãos Marcelo e Gustavo Sarmento, que vêm desenvolvendo um super projeto na raça Quarto de Milha voltado para velocidade e vaquejada.

– Vocês são conhecidos como “Irmãos Sarmento”, conta aí como tudo começou:

Começou na fazenda do nosso avô materno, na qual passávamos os finais de semana, no município de Ruy Barbosa, aqui na Bahia. a fazenda criava gado da raça Indubrasil.  Ao completar 15 anos, Marcelo ganhou de presente do nosso pai um cavalo Quarto de Milha chamado Wop Minuteman. Começamos cruzando éguas “comuns”. Depois de muitos anos a fazenda foi vendida e a criação de mestiços foi dissolvida. Partimos então para aquisição de uma fazenda mais perto de Salvador. Entre inúmeras propriedades que visitamos, acabamos por nos estabelecer no município de Cabaceiras do Paraguaçu, na barragem da Pedra do Cavalo.

– A Fazenda São Francisco tem tradição em vaquejada e está investindo em velocidade. Qual é o segredo do planejamento genético do Haras?

Nossa primeira paixão é o Quarto de Milha. Começamos criando com a finalidade de animais para vaquejada, depois começamos a selecionar animais para corrida. Todo ano analisamos os pedigrees dos principais ganhadores americanos e tentamos produzir potros com uma mistura genética parecida. Em 2012 fechamos uma parceria com o PYC PAINT YOUR WAGON. Coincidentemente, tornou-se o número um do mundo. Apostamos certo!

– Trabalho x velocidade: esse é o cruzamento do momento? Quais os garanhões que constroem a marca FSF?

Começamos a participar das vaquejadas a mais de 25 anos. Nessa época todos os cavalos eram mestiços. Surgiram então os Quarto de Milha de trabalho, depois os de corrida. Agora se fala da mistura da corrida com o trabalho. Nós acreditamos nas famílias, seja corrida ou trabalho, que vêm dando certo: Apollo Vm, Holland Ease, entre outros de velocidade como Don Diego, Eternaly Fred, Sandstorm Pep, Silver Doc etc. Acasalamos essas linhagens, não tem segredo. Assim, investimos em garanhões dessas linhagens vencedoras, mas
todos eles atletas campeões. Primeiro tem que ser “craque”, depois garanhão. Este ano trouxemos uma aposta, o Junewoods Gerie, garanhão campeão mundial de laço. Vamos utilizar ele com nossas principais matrizes. Quem sabe ele será um novo Eternaly Fred?

– Quais os principais títulos e principais animais em competição da FSF?

Nesses 25 anos de estrada já conquistamos títulos nas principais vaquejadas do país. Fomos Reservado no 8º Campeonato Nacional com Silver Doc Time FSF (paquera) e Sands by Sana Tmr, Campeão do 2º Potro do Futuro com Sands by Sana Tmr, Quarto no 10º Campeonato Nacional com Pep Lasana Tmr e Sands by Sana Tmr e por último ganhamos o Millany com Pep Lasana Tmr e Sands by
Sana Tmr. Dentre os principais cavalos de prova da equipe se destacam Pep Lasana Tmr e Dude Dora Jas, na puxada; Sands by Sana Tmr e Silver lady Pep FSF (Patricinha) na esteira, além de uma grande promessa que vem sendo lapidada com carinho, o El Apollo Tears FSF.

– A FSF participa do “Viva Bahia”, conte-nos mais sobre este grupo de amigos que têm dado o que falar na compra de potros de corrida pelo Brasil inteiro:

Como nossa criação é nova e nossos potros só estão prontos para as corridas de 2014, resolvemos juntar um grupo de amigos e comprar potros de geração para começar logo a competir. Essa ideia foi de Duda Mendonça e foi genial. Assim fica mais barato para cada amigo e todos vibram do mesmo jeito. E os frutos já chegaram: fizemos segundo no Mega Race, terceiro no Chalenge, segundo no GP de inauguração do Jockey Club do Ceará e por fim fizemos a dobradinha de primeiro e segundo no Grande Prêmio de Rafael Leal. Se
estamos sabendo escolher os potros, com certeza nossos cruzamentos são na mesma linha.

– Como foi organizar um evento grandioso e tão importante para o Quarto de Milha como o 12º Campeonato Nacional e Potro do Futuro de Vaquejada?

Quem ama o Quarto de Milha e vaquejada tem que se doar para o crescimento de ambos. Fazer um evento desse porte na Bahia já é um desafio pelo posicionamento geográfico em relação ao “olho do furacão” da vaquejada, que é Pernambuco. Alem disso, enfrentamos a maior seca dos últimos 50 anos. Foi uma dificuldade selecionar a boiada que veio de Minas Gerais e Tocantins, visto que a pecuária baiana foi praticamente dizimada. Mas graças a Deus correu tudo bem.

– Dia 11 de abril será o III leilão da Fazenda São Francisco. E a tropa, já está pronta? O que vamos ver nesse grande evento do QM?

Todo ano disponibilizamos nossos melhores potros para o mercado, mas sempre pincelamos com alguns lotes diferenciados. Teremos uma dupla de potras tordilhas, filhas do Pep Route 66, ambas em mãe Apollo VM. Um lote especial com uma filha do Corona Cartel, sem dúvida uma excelente oportunidade de adquirir uma matriz de ponta para corrida. Entre os convidados, nosso parceiro do Haras Três Amores presenteou o Brasil com um lote triplo de matrizes filhas do Apollo VM. Outros destaques são potros filhos do Rick Toro VM, Roxão, entre outros.