Hérnia incisional – Um problema atual

Com o aumento de centros especializados na medicina equina de emergência hoje a cirurgia para distúrbios gastroenetéricos ou comumente denominada “Cirurgia de Colica” se tornou uma pratica comum no nordeste. Em decorrência disso, os problemas associados ao pós cirúrgicos também aumentaram, e dentre as ocorrências mais comuns podemos considerar a hérnia incisional.

A hérnia incisional é uma complicação pós operatória de cirurgias abdominais tais como as correções de hérnias umbilicais, inguinais e laparotomia. Pode ser secundária ao fracasso da sutura destas, infecção ferida cirúrgica ou retorno ao exercício precoce do paciente ocorrendo em até 16% dos equinos levados a cirurgia de cólica.

Dentre as técnicas utilizadas a que se mostrou mais eficaz foi a aplicação de tela com baixa gramatura onde após o aperfeiçoamento da mesma podemos considerar um índice considerável de sucesso.

Animais submetidos a cirurgias abdominais e que manifestam a hérnia incisional devem aguardar pelo menos 120 dias para uma tentativa de correção da mesma. O animal é submetido à anestesia geral e a depender do volume do conteúdo herniário a cirurgia pode levar ate três horas de duração.

É importante que o médico veterinário cirurgião trabalhe com materiais que sofram menor rejeição e evitem a infecção pós operatória reduzindo assim o maior risco de aparecimento da hérnia incisional.

 

 

no-galope-clinica-do-rancho